fbpx


Foram muitas as denúncias durante o I Encontro Internacional dos Atingidos pela Vale. Militantes peruanos contaram o que acontece em Cajamarca. Por lá, a empresa Misk Mayou, subsidiária da Vale, tem contratado milícias para fazer a segurança do empreendimento “La Morada”, instalado na região desde 2003.

Lideranças de organizações e movimentos sociais críticos ao empreendimento têm sido criminalizadas e perseguidos por esses grupos armados. Para eles, essa estratégia agressiva da empresa serve para manter seus negócios, revelando uma postura que viola os direitos humanos.