A Estrada de Ferro Carajás sai do sul do Pará e corta o Maranhão, atingindo mais de 100 comunidades. Dezenas de pessoas já morreram por causa dessa linha, que agora pode ser duplicada por meio de uma manobra da Vale, que conseguiu o licenciamento ambiental de forma irregular. É a mineradora atropelando nossos direitos.

A Vale faz nesta quinta-feira, dia 17, sua assembleia de acionistas. Ajude a Articulação Internacional dos Atingidos pela Vale a divulgar o que a empresa não quer que seja revelado.

vale 6Fotos: Marcelo Cruz