Por Movimento pela Soberania Popular na Mineração e Articulação Internacional dos Atingidos e Atingidas pela Vale


Foto: Movimento pela Soberania Popular na Mineração

O Movimento pela Soberania Popular na Mineração (MAM) realizou, na manhã desta quarta-feira (28), um mutirão de solidariedade através da distribuição de cestas com frutas e legumes no bairro Sagrada Família, em Barão de Cocais, no Quadrilátero Aquífero, em Minas Gerais. A ação foi realizada junto à Comissão de moradores do bairro e compõe as atividades da Campanha Periferia Viva construída por movimentos populares, sindicais, pastorais e em parceria com a Articulação Internacional dos Atingidos e Atingidas pela Vale (AIAAV).

O bairro Sagrada Família e toda região está sendo drasticamente afetada com os impactos da operação da mineradora GSM. Desde a implantação de sua mina, a empresa tem transtornado a vida das comunidades com a exploração e o transporte do minério de ferro. A mineradora instalou um pátio de estocagem e escoamento de minério no bairro e tem gerado inúmeros impactos na vida do povo.

A emissão do pó de minério tem poluído as casas e causado vários problemas de saúde, em especial respiratórios, nos olhos e na pele. Além disso, há toda uma mudança de vida na região, com os barulhos das carretas, incômodos com as luzes fortes do pátio e o risco de vida nas ruas do bairro com a poeira, barro e movimentação dos caminhões de minério.

É importante lembrar que os moradores de Barão de Cocais vêm sofrendo danos socioambientais há muitos anos, provenientes não apenas da atividade industrial da GSM Mineração, mas também pela lama invisível da Vale e da atuação de outras empresas como a MR Mineração, AngloGold, Ashanti Mineração e a Gerdau, situada no Centro da cidade.

Campanha Periferia Viva – solidariedade para combater o coronavírus

Periferia Viva é uma campanha que tem como objetivo semear a organização popular através da solidariedade durante esse período de crise sanitária no país. A principal estratégia é mobilizar doações às populações mais impactadas economicamente pelo coronavírus.

A campanha tem abrangência nacional e é composta por vários coletivos e movimentos populares, dentre eles o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento de Trabalhadoras e Trabalhadores por Direitos (MTD), a Consulta Popular e o Levante Popular da Juventude.