Durante o Seminário “Diferentes Formas de Dizer Não: Experiências de Proibição, Resistência e Restrição à Mineração” os participantes escreveram uma carta em defesa do território para dizer não à mineração. O documento foi assinado por mais de 50 movimentos e organizações de todo o Brasil.

“Dizer NÃO significa recusar a lógica de dependência econômica que a mineração impõe aos municípios minerados, ante a finitude dos minérios e a permanência dos passivos e
contaminações deixados nos territórios, para dizer SIM a outras atividades econômicas que sejam socialmente justas e ambientalmente sustentáveis, como a agricultura familiar, a agroecologia, o turismo de base comunitária e ecológica, o agroextrativismo e os modos tradicionais de trabalhar, produzir e viver dos povos e comunidades, capazes de garantir a Soberania e Segurança Alimentar.”

Para ler a carta na íntegra, acesse: Carta de Muriaé sobre Territorios Livres de Mineração